Room Tarouquela

Check price and availability for the Room Tarouquela

Check-in:

Check-out:

Adults:

Children:

 

 

Searching...

0

Reservation summary

Thanks for your reservation! We have just sent you a confirmation email at with the following details:

Check-in: - Change
Check-out: - Change
Number of nights:
Adults: - Change
Children: - Change
Accommodation: - Change

Accommodation price: €
Options price: -
Coupon discount amount: €

Total price: €

See you soon!

Terms and conditions

There is no active payment gateways. Please activate at least one payment gateway in HBook settings (Hbook > Payment).

Processing...

All bookings made by our website require confirmation of the availability of the rooms by our services.

 

Freguesia portuguesa do concelho de Cinfães, com cerca de 6,65 km2 de área.
Foi concelho, extinto em finais do século XVII, passando a integrar o concelho de Sanfins até à sua extinção em outubro de 1855, data em que passou a integrar o município de Cinfães.

Igreja de Sta. Maria Maior de Tarouquela
A importância histórica de Tarouquela é hoje apenas assinalada pela remanescente Igreja que era parte integrante de um dos primeiros mosteiros femininos da ordem de São Bento a sul do Douro.

A sua origem, em meados do século XII, associa esta casa monástica a um casal, Ramiro Gonçalves e sua esposa D. Ouruana Nunes, que adquiriram a herdade que fora de Egas Moniz, dito o Aio de Afonso Henriques, e sua esposa.

Embora Tarouquela seguisse inicialmente a Regra de Santo Agostinho, com D. Urraca Viegas, filha de Egas Moniz de Ortigosa, alterou-se o hábito e as monjas passaram a professar a Regra beneditina.
Gerido por dinastias de abadessas, a história deste Mosteiro cruza-se com a das famílias mais notáveis da região.
A arquitetura e ornamentação desta Igreja românica traduzem o que se fez de melhor neste território. A escultura patente nos portais, frestas, capitéis, cachorros, tímpano e cabeceira, atestam uma riqueza plástica que, acima de tudo, pretende passar uma mensagem simbólica.

A ornamentação patente na escultura da cabeceira, tanto ao nível exterior como interior, dá corpo a um dos melhores exemplares da arquitetura românica em território português. Apesar de ter sofrido um aumento, na Época Moderna (séculos XVII/XVIII), para receber o altar-mor, aproveita o aparelho românico, comprovado pela abundante presença de siglas de canteiro.

No interior, destaca-se a presença da escultura de temática beneditina – os animais com função apotropaica (proteção contra o mal); dois homens com uma só cabeça; as serpentes; a sereia; o homem entre duas aves; as palmetas bracarenses e a ornamentação de cariz geométrico.

Neste espaço devemos distinguir o trabalho dos capitéis, mas têm sido os chamados cães de Tarouquela, que mais surpreendem. Encontram-se colocados sobre as impostas, de cada lado do portal e podem ser descritos como dois quadrúpedes de cujas mandíbulas pendem corpos humanos nus, presos pelas pernas. De evidente caráter apotropaico, testemunham uma vontade de afastar as forças malignas.

Embora a imagem atual do interior da Igreja derive em grande parte duma intervenção de restauro realizada na década de 1970, a verdade é que esta chegou a ter cinco altares. Hoje apenas apreciamos o altar-mor e um outro, na nave, do lado esquerdo, ambos dentro da estética barroca.

Quarto duplo Standard

1 cama de casal extra-grande
Casa de banho privativa

Facilities of Casa Altamira

  Languages Spoken: 

  • Português
  • Inglês

Pets: 

  • Pets are not allowed.

 Activities:

  • Bikes available (free)
  • Hiking
  • Canoeing
  • Games room

Food & Drink: 

  • Special diet menus (on request)
  • Breakfast in the room

Internet: 

  • WiFi is available in all areas and is free of charge.

General: 

  • Non-smoking throughout
  • Heating
  • Lift
  • Non-smoking rooms

Services: 

  • Shuttle service (additional charge)
  • Fax/photocopying

Outdoors: 

  • Sun terrace
  • BBQ facilities
  • Garden

Parking: 

  • Private and free.